ANTÔNIO CAETANO ALVES

CAPITÃO ANTÔNIO CAETANO ALVES





Capitão da Guarda Nacional, nesta qualidade fez a Campanha do Paraguai, maçom republicano e entusiasta. Um grande cafeicultor e produtor de gado da região. Nasceu na fazenda Limoeiro, Massambará, Vassouras, RJ. Filho do Capitão José Caethano Alves e de D. Polucena Cândida Ferreira, irmão do Coronel João Caethano Alves (Coronel João Caetano Alves foi vereador e vice-presidente da câmara de Ribeirão Preto nas legislaturas de 1896-1898, 1899-1902. Foi Membro do PLP - Partido Liberal Paulista e fundou o Partido Democrático juntamente com seu irmão e outros maçons republicanos de nossa região. Foi delegado de Ribeirão Preto em 1872. Assumiu também os cargos de juiz de paz e de órfão. Em 1889, foi presidente do Conselho de Instrução do Município de Ribeirão Preto. Na maçonaria paulista foi membro da Loja Maçônica Amor e Caridade e fundou as Lojas Maçônicas Integridade Pátria e Força e Luz em conjunto com Capitão João Gomes do Amorim e outros maçons de Ribeirão Preto. Elevado ao grau 33 em 1898. Foi sócio da Fazenda Santo Agostinho em São Simão e da Fazenda Cravinhos, em Cravinhos. Seu nome foi da do a um Logradouro público pelos bons serviços prestados ao município.