ANTÔNIO MUNIZ FERREIRA

DR. ANTÔNIO MUNIZ FERREIRA





Médico, advogado, maçom republicano e entusiasta. Nasceu no Estado da Bahia na cidade de Salvador, distrito de Aratuípe em 16 de dezembro de 1851. Alistou-se como Voluntario da Pátria em 1865, conforme noticiado no Jornal do Recife, Ano 1865\Edição 00065, nessa qualidade fez a Campanha do Paraguai. Foi Juiz de paz e de órfão em sua cidade de Jordão, BA em 1872, conforme noticiado no Almanak Administrativo, Commercial e Industrial: Para o anno de 1873, Quinquagésimo Segundo da Independência e do Império, Ano 1872\Edição 00004. Graduou-se em medicina na Universidade do Estado da Bahia. Contraiu núpcias com D. Avelina Oclédia de Aquino, tendo com ela os seguintes filhos: Antônio Muniz Ferreira Junior; Almerinda Nuniz Ferreira; Djanira Nuniz Ferreira; Perolina Nuniz Ferreira; Maria Nuniz Ferreira; dentre outros. Na vida pública, atuou como juiz de paz e de órfão, médico e fiscal de higiene sanitário, vereador e presidente da câmara de Mococa.. De São Simão foi residir em Mococa em 1886. No ano de 1888 assumiu o cargo de orador da na Sociedade Recreio Dramático de Mococa. Foi Presidente da Câmara de Mococa em 1992-1897. Foi membro da Sociedade de Cirurgia de São Paulo, conforme noticiado no jornal Correio Paulistano, Ano 1907\Edição 15801. Foi iniciado na Loja Maçônica Amor e Caridade. Foi membro da Loja Caridade Mocoquense. Fundou juntamente com Professor Gouvêa Prata o Partido Republicano Paulista em Mococa sendo seu chefe local por vários anos, conforme noticiado no jornal Correio Paulistano, Ano 1907\Edição 15868 e outras veículos de noticias. Em 1895, fundou a segunda Loja Maçônica da cidade de Mococa, denominada Loja Maçônica Honra e Caridade. Foi elevado ao grau 33 em 1897, conforme noticiado no Boletim do Grande Oriente do Brasil: Jornal Official da Maçonaria Brasileira, Publicação Mensal, Ano 1897\Edição 00011-00012. No mesmo ano foi concedido o título de Maçom Emérito pelo GOB pelos bons serviço a Ordem e Pátria, conforme noticiado no Boletim do Grande Oriente do Brasil: Jornal Official da Maçonaria Brasileira, Publicação Mensal, Ano 1898\Edição 00006. Em 1898, foi Venerável Mestre da Loja Maçônica Honra e Caridade, conforme noticiado no jornal Boletim do Grande Oriente do Brasil: Jornal Official da Maçonaria Brasileira, Publicação Mensal, Ano 1898\Edição 00001. A cidade de Mococa o homenageou dando seu nome a vários logradouros públicos.