top of page
Recueil Précieux de L´Maçonnerie Adonhiramite.jpg

​​Louis Guillermain de Saint-Victor 

LOUIS GUILLEMAIN DE SAINT-VICTOR, O GRAUS FILOSÓFICOS DO RITO ADONHIRAMITA

​​​

​​

Não se sabe ao certo quando nasceu, mas se acredita que foi por volta de 1756, em Paris e falecido por volta de 1829. Pouco se sabe sobre sua existência e de seus entes queridos, no entanto, é possível inferir que seu trabalho mais destacado foi a "Coleção Preciosa da Maçonaria Adonhiramita" ("Recueil Précieux de la Maçonnerie Adonhiramite"), que lhe rendeu notoriedade. Este livro continha os ritos dos primeiros quatro graus, seguido por um outra edição, que continha os níveis mais altos do Rito. Logo após a publicação da Coleção Preciosa, ele editou outra publicação, intitulada "A Origem da Maçonaria Adonhiramite" (Origine de la Maconnerie Adonhiramite), com um estilo requintado, que propunha explorar a origem da iniciação maçônica e os mistérios do sacerdócio egípcio. As obras do Barão de Tschoudy com um toque de Cagliosto se misturam nesta obra, acredita-se ser um plágio.

 

É importante mencionar sobre o nome de Sant-Victor nesta paragrafo, acredita-se que trata-se também de um peseudônimo, uma vez que não há vestigio de família francesa cujo os  decedentes  seja Saint-Victor ou Gaminville que viveu em França neste período.

Os graus simbólicos de sua obra foi extraída na integra dos rituais de Louis Travenol, já os graus filosóficos foi extraida da obra do Barão de Tschoudy (1764-1766). Sobre sua passagem na maçonaria nada se sabe a respeito. Porem, podemos afirmar que ele apresentou em 1882 seu compêndio com quatro graus ao Grande Colégio de Ritos do GODF. Depois do sucesso da obra, entrega em 1785 o segundo compendio com 12 graus.

Conde M. Saint-Gellaire, Inspetor-Geral das Lojas Prussianas na França, introduziu em 1757, na França, "A Ordem dos Cavaleiros Noaquita ou Prussianos", nos moldes do Capítulo de Clemont. Sua obra foi traduzida do germânico para o francês no mesmo ano por Michel Bérage. A obra de Saint-Gellaire foi introduzida Recueil Précieux de la Maçonnerie Adonhiramite como ultimo grau (13º Grau). Na publicação seguinte, ele retira o 13º grau de seu compêndio, declarando que nada teria haver com com o Rito Adonhiramita, mais sim, uma sintese a título de conhecimento e curiosidade. 

A vida de Saint-Victor como escritor era parecida com a do charlatão e falsário, o Conde de Cagliosto. Suas obras seriam uma mistura de obras de autores franceses renomados, inclusive, teria plagiado a própria obra de Cagliosto (que também era uma cópia da obra do Conde de Clemont), ou seja, o "Rito de Adoção ou Rito para Damas".

A título de curiosidade, Saint-Victor assinava suas obras mais polêmicas com os pseudônimos (atualmente nome histórico no Rito Adonhiramita) de Louis Guillemain de Gaminville e Louis Guillemain de Querard.

Obras:

La vraie Maconnerie d'Adoption, Précédée de quelques Réflexions sur les Loges irrégulires et sur la Société civile, avec des notes critiques et philosophiques, et suivie de Cantiques Maconniques; dédiée aux Dames (1779-1786)

Recueil Précieux de la Maçonnerie Adonhiramite (1781-1787)

Origine de la Maconnerie Adonhiramite, ou Nouvelles Observations critiques et raisonnées, Sur la Philosophie, les Hiéroglyphes, les Mystéres, la Superstition et les Vices de Mages (1787)

Histoire Critique des Mystères de l'Antiquité (1788)

bottom of page