ANSELMO ENGRÁCIA DE OLIVEIRA

CAPITÃO ANSELMO ENGRÁCIA DE OLIVEIRA





Capitão da Guarda Nacional, farmacêutico, maçom entusiasta e republicano. Nasceu na cidade de Areias, SP, em 1864 , filho de Antônio Ignácio Engrácia e D. Bárbara Olinda de Oliveira, irmão dos maçons, Capitão Antônio Ignácio Engrácia e Capitão Lino Engrácia. Em 1886, com o espirito desbravador, deixou Areias e veio na companhia de seus irmãos, Capitão Antônio Ignácio Engrácia de Oliveira, Capitão Lino Engrácia de Oliveira, D. Ignez Engrácia de Oliveira para a Vila Bonfim (atual Bonfim Paulista), quando se estabeleceu como cafeicultor e comerciante. Bonfim Paulista foi o marco da família Engrácia que muito contribuíram com o seu desenvolvimento. Foi membro atuante do Partido Republicano Paulista e do processo democrático da região. Capitão Anselmo contraiu núpcias com D. Prisciliana Augusta de Faria, tendo com ela filhos, dentre eles: Antônio Engrácia de Faria; Paulo Engrácia de Faria (Paulo contraiu núpcias com Edna Sampaio Engrácia, tendo com ela filhos: Anselmo Engrácia de Faria; Barbara Engrácia de Faria (Barbara, nasceu em 1904 em Bonfim Paulista, contraindo núpcias com o dentista Manuel Mendes Garcia (Neca Mendes era filho de José Mendes Fernandes e irmão de José, Sebastião Mendes e João Mendes) que a assassinou com dois tiros a queima roupa em sua residência na cidade de Batatais, em 24 de setembro de 1939, deixando filhos menores, dentre eles: Ary Engrácia Garcia); Anna Engrácia de Faria (Anna, contraiu núpcias com João Mendes Garcia (João, era filho de José Mendes Fernandes, chefe dos Correios de São José da Bela Vista), em 28 de dezembro de 1916 e tiveram filhos, dentre eles: Eurípedes Engrácia Garcia); Izabel Engrácia de Faria (Izabel contraiu núpcias com Sebastião Mendes Garcia (Sebastião era filho de José Mendes Fernandes, chefe dos Correios de São José da Bela Vista), em 1917 e tiveram filhos, dentre eles: Paulo Morin Garcia; Anselmo Engrácia Garcia; Geny Garcia Rodrigues; Ruth Engrácia Garcia de Almeida.); Dr. José Engrácia de Faria (José contraiu núpcias com D. Déa França Almeida e tiveram filhos. José na vida pública foi professor, delegado, subdelegado e contador em Franca e região. Em 1925, fundou em Franca, o jornal “Nova Era” com a coluna espirita denominado: “Perdão e Humildade”. José fundou em 1933, na mesma cidade, o Partido Socialista Paulista. Em 1940, fundou em Franca o jornal “Diário da Tarde”, sendo seu primeiro presidente. Faleceu em 1951 em Franca, seu nome foi dado a um logradouro publico na mesma cidade); dentre outros filhos. Capitão Anselmo fundou 1899, a Loja Maçônica Justiça e Caridade e seu Capítulo, em Bonfim Paulista. Reergueu as colunas da Loja Capitular Amor e Caridade nº 313 em 1906, com a participação de outros maçons, dentre eles: Capitão Lino Engrácia (seu irmão carnal), Capitão José Etelvino da Silveira, Dr. Loyola e Dr. Felisberto Ferreira Gandra.