ANTONIO MANOEL DE CAMPOS MELLO

ANTONIO MANOEL DE CAMPOS MELLO

Grão Mestre do Grande Oriente Brasileiro: 1854-1856




Advogado, escritor, redator e ministro e secretario de estado dos negócios da justiça, maçom liberal republicano. Nasceu na cidade de Porto Feliz, SP, em 1809. Logrou-se em ciências sócias e jurídicas, concluindo o bacharelando em direito em 1833, na Academia Jurídica de São Paulo. Logo depois de formado, abriu um escritório de advocacia na cidade de São Paulo e passou a escrever para vários jornais. Amante dos liberais e a eles pagando tributos, ingressou na vida publica em 1837. Em 6 de outubro de 1840, foi nomeado para cargo de Inspetor do Tesouro da Fazenda Publica. Em 1842, participou da revolta dos liberais. Deputado provincial por São Paulo na 6 legislatura, 1846-1847. Tomou posse como Presidente da Província de Alagoas, em 10 de novembro de 1846, sendo exonerado do cargo em 19 se junho de 1847. Foi empossado no cargo de ministro da justiça em 31 de maio de 1848. Eleito novamente deputado em 1848 pela província de São Paulo. Em 1851 foi o principal redator da Reforma. Tomou posse em 23 de janeiro de 1862 na presidência da Província do Maranhão, sendo exonerado do cargo em 10 de junho de 1863. Foi redator de vários jornais e periódicos. Contraiu núpcias com D. Maria da Conceição Cavalcante de Campos Mello tendo com ela filhos: Dr. Antônio Manoel de Campos Mello Filho; Luiz Cavalcante de Campos Mello; Julho de Cavalcante de Campos Mello; Eduardo Cavalcante de Campos Mello; Frederico Cavalcante de Campos Mello; Virginia Cavalcante de Campos Mello; Amélia Cavalcante de Campos Mello . Em 1876, enfermo com cachexia reumática, afastou-se da politica e deligou-se do Grande Oriente Brasileiro. Faleceu em 31 de agosto de 1878, na cidade do Rio de Janeiro.

Posts recentes

Ver tudo

CARLOS HONÓRIO DE FIGUEIREDO

DR. CARLOS HONÓRIO DE FIGUEIREDO Grão-Mestre: 1861-1863 ​ Advogado, escritor e diplomata brasileiro. Nasceu em 1823em Sacramento, Recife, PE. Filho do Brigadeiro Joaquim Bernardo de Figueiredo e D. Is