ANTÔNIO CUSTÓDIO BRAGA

MAJOR ANTÔNIO CUSTÓDIO BRAGA





Major da Guarda Nacional, combateu a Guerra do Paraguai, cafeicultor e pecuarista. Nasceu em Silvanópolis, MG, nasceu em 01 de abril de 1842. Filho do Capitão Francisco Custodio Braga e D. Cândida Leopoldina da Gloria. Contraiu núpcias com D. Lina Dina de Arantes (D. Lina era irmã do Coronel Francisco de Arantes Marques; tia do Governador Altino Arantes) e com ela teve filhos, dentre eles: D. Rita Custodia do Carmo Eduardo (D. Rita contraiu núpcias com o Dr. Francisco de Paula Eduardo tendo o seguinte filho: Coronel Jeremias de Paula Eduardo (Jeremias perdeu sua mãe ainda quando era um bebê, ela tinha 28 anos de idade, sendo criado pela sua madrasta, D. Gertrudes Maria de Oliveira; Coronel Jeremias contraiu núpcias com D. Jandyra Correa de Paula Eduardo e teve com ela os seguintes filhos: Ulisses de Paula Eduardo; Waldemar de Paula Eduardo; José de Paula Eduardo; Osvaldo de Paula Eduardo; Rubens de Paula Eduardo; Celisa de Paula Eduardo Medeiros; Jandyra de Paula Eduardo Lima; O Coronel Jeremias instalou em Monte Alto o Partido Republicano Paulista e participou da emancipação a cidade; faleceu em 11 de julho de 1947, na mesma cidade); Dr. Antônio Custódio Braga Junior (contraiu núpcias com D. Carolina Rosa Moraes); dentre outros. Na cidade de Ribeirão Preto assumiu diversos cargos tais como: juiz de paz e de órfão, delegado, subdelegado e recenseador na primeira e segunda legislatura. Também assumiu o cargo de delegado e juiz de paz em São Simão. Foi nomeado subdelegado da Paróquia de São Sebastião do Ribeirão Preto em 1868, conforme noticiado no jornal Diário de São Paulo, Ano 1868\Edição 00894. Na primeira legislatura de Ribeirão Preto foi eleito para o cargo de juiz de paz com 202 votos, conforme noticiado jornal Correio Paulistano, Ano 1874\Edição 02518. Nomeado oficialmente como o primeiro recenseador de Ribeirão Preto conforme noticiado no Correio Paulistano, Ano 1874\Edição 05197. Na região de Ribeirão Preto, em sociedade com seus irmãos, Feliz Custodio Braga, José Custodio Braga, Bartolomeu Custodio Braga, Diogo Custódio Braga e seu pai foram proprietários e coproprietários de varias fazendas de café e criação de gado. Instalou com seus Irmãos vários comércios na cidade. Militou no Partido Conservador e ajudou instalar o Partido Republicano na cidade. Contribuiu muito com a implantação das primeiras cadeiras de letras de São Sebastião do Ribeirão Preto e com a vinda da estrada de ferro. Foi um dos emancipadores de São José do Rio Preto. Assim era a vida do Dr. Antônio Custodio Braga, um homem que vislumbrava o progresso de Ribeirão Preto e região. Muito contribui para que a cidade tivesse êxito e pujança econômica e financeira. Sua família espalhou-se pela terra-roxa contribuindo com progresso da região. Contrariando a igreja e capitaneado pelo Professor Gouvêa Prata, fundou e instalou em 01 de novembro de 1872, a Loja Maçônica Amor e Caridade, seu Capítulo e Conselho, no Novo Oeste Paulista, Terra-Roxa. Dr. Antônio Custódio Braga faleceu em 1910 na mesma cidade.

ARLS AMOR E CARIDADE Nº313

Rua Francisca Massaro Farinha, 385 - Ribeirânia, Ribeirão Preto - SP, CEP 14096-460

Sessões: Sextas-Feiras 20:00h